Objetivo

O objetivo deste trabalho é despertar nas pessoas um novo modelo de conscientização para valorizar e preservar a vida, através de pequenas atitudes que fazem a diferença. Este site possui dicas de prevenção e segurança, que se observados as informações, podem colaborar para melhorar a qualidade de vida e reduzir o índice de incidentes de trânsito no Brasil.  A educação bem disseminada é capaz não só de promover a mudança no comportamento dos usuários das vias, bem como fortalecer o conceito de cidadania, buscando a tão esperada “PAZ NO TRÂNSITO”.

 

MISSÃO

Ajudar a preservar a vida servindo como instrumento multiplicador de práticas construtivas e transformando as informações em atos que possam trazer benefícios relevantes à sociedade e ao meio ambiente.

 

VALORES

Uma sociedade justa e igualitária não pode permitir em seu ciclo de vida uma sociedade formada sem o respeito mútuo, a ética e a moral. A preservação do direito à vida como razão principal da dignidade humana necessita urgentemente de mudanças visuais. A “sociedade muda, quando eu mudo”!

 

Quem salva uma vida, pode salvar toda a humanidade.

 

Eliandro Maurat

  1. #1 by Fernando Pedrosa on maio 2, 2011 - 6:43 pm

    Nossos entusiasmados cumprimentos.
    Conte conosco nessa “cruzada” em defesa da vida no trânsito e da qualidade da circulação viária em nosso país.

  2. #2 by maria josé pereira on novembro 22, 2011 - 10:23 pm

    Olá, Eliandro! Assisti a sua entrevista esta semana no canal 9 (cabo) juntamente com o Sr.: Plínio, onde vocês comentavam a calamidade do trânsito em nossa cidade. Verdade tudo aquilo, pois também fui vítima do péssimo esquema de trânsito nesta cidade com 160 mil habitantes, onde constam 12 pontos com semáforos e algumas péssimas faixas de pedestres apagadas cujo motorista ou motorciclistas esquecem que também são pedestres e não respeitam a tal. Assim, aqui nesta cidade poderia haver mais semáforos e mais faixas de pedestres, pois onde já existem, elas são transparentes para quem dirige ou pilota sua motorcicleta. Absurdo que não existam semáforos , por exemplo, no Higino; na entrada de Araras; perto do Recanto dos Pescadores; perto do Green Fruit; no Supermercado Regina com Rua Olegário Bernardes, e fora os que faltam em cada bairro, sim, porque lá também tem pessoas, vítimas e faltam faixas, como perto de Escolas que ficam no inteiror de cada bairro. Vejo que fazer vítimas é mais fácil do que colocar semáforos e faixas por toda a cidade, pois no Rio de Janeiro tem semáforos espalhados por todo canto, e como vocês disseram no programa, tem menos vítimas do que aqui. É uma cidade sem lei, onde motoristas ,motoqueiros e/ou motorciclistas brincam de correr, se dar bem, aparecer para o outro que é melhor e nada acontece, por isso esse número grande de vítimas onde eu e minha filha estamos incluídas. O que fazer, se só há guardas municipais perto do grande centro esquecendo que há outros lugares que pessoas necessitam de apoio, enquanto que ao mesmo tempo, motoristas e motorciclistas/motoqueiros passam pela faixa sem enxergar quem está a espera para atravessar. Nós pedestres é que estamos cegos, porque quem passa sem os ver é que são espertos e se dão bem enquanto que há uma cidade desse porte que é mau fiscalizada no seu trânsito. Eliandro, espero que tenha entendido o que escrevi, como você entendia bem as minhas aulas de Inglês. espero um comentário seu, não uma resposta, pois fiquei orgulhosa de ver um alunocom esta preocupação. Abraços, Prof.: Maria José.

  3. #3 by nilo sergio rodrigues brito on julho 19, 2017 - 12:05 pm

    Muito importante este trabalho de vocês. Podem contar comigo, principalmente pelo fato de vou começar a frequentar a BR-140 de Silva Jardim a Iguaba Grande.

    Desejo obter informações sobre as condições da estrada, se ela esta asfaltada ate a Rio Lagos.

    Grato.

(não será publicado)