Dia Mundial em Memória das Vítimas de Acidentes de Trânsito


Hoje, dia 20, terceiro domingo de novembro, é celebrado o Dia Mundial em Memória das Vítimas de Trânsito, instituído pela Organização das Nações Unidas (ONU), em 2005. O objetivo da data é fazer com que a sociedade pare, pelo menos um dia por ano, para uma reflexão sobre os inúmeros problemas do trânsito, em todo o mundo, e ajude a pensar as possíveis soluções para se evitar novas vítimas de acidentes. O trânsito é hoje uma das três principais causas de morte entre pessoas de 5 e 44 anos, matando mais de 1,3 milhão de pessoas anualmente e deixando cerca de 20 a 50 milhões gravemente feridas.

“Este também é um dia para confortar quem já sofreu, e talvez sofra para sempre, as consequências materiais, sociais e principalmente emocionais com a perda de amigos e parentes no trânsito”,

A Década, instituída pela ONU e com a chancela da Organização Mundial de Saúde (OMS) , tem a meta de reduzir, até 2020, em todos os países signatários, o número de acidentes e mortes no trânsito em 50%.

Muitas ações e campanhas estão sendo organizadas em todo o Brasil pela data de hoje. Entidades e instituições ligadas às vítimas de trânsito estão mobilizadas para saudar a memória de parentes e de amigos perdidos. “O mais importante, porém, é que a sociedade pare para refletir que toda vida perdida no trânsito sempre deixará marcas profundas na sociedade”.

De acordo com o portal oficial sobre o Dia Mundial em Memória das Vítimas de Trânsito (http://worlddayofremembrance.org) , as seis maiores causas de mortes no trânsito são o excesso de velocidade, o consumo de bebidas alcoólicas, a falta de cinto de segurança, a falta de equipamento de segurança para as crianças cadeirinha e o assento de elevação), a falta do capacete aos usuários de motocicleta e o uso do celular.

A melhor forma de honrar as vítimas é cumprir as promessas da Década de Ação para Segurança no Trânsito, lançada em 2011 e que vai até 2020.

Faça parte da mudança, seja você a mudança!

 

Comentários estão fechados.