Arquivos para fevereiro de 2015

Você sabe qual o valor cobrado para o IPVA em todos os estados brasileiros?

Você sabe qual o valor cobrado para o IPVA (Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores) em todos os estados brasileiros? E qual será a estimativa para o valor a ser arrecadado no de 2015? Além do mais, você sabe quais são os carros mais caros por categoria? O Seguro Auto da BemMaisSeguro.com preparou este info para você não deixar de fora nenhuma informação.

você sabe qual o valor do seu ipva ??????????????????????

Fonte: https://bemmaisseguro.com/seguro-auto/seguro-para-auto

Sem comentários

Brasil a caminho de ter sua primeira usina de reciclagem de veículos

23_02_2015_Brasil-a-caminho-de-ter-sua-primeira-usina-de-reciclagem-de-veículos

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

O Brasil agora poderá contar com sua primeira usina de reciclagem de carros. Montada no Campus II do Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais (CEFET-MG), o objetivo é que a planta reaproveite veículos no fim de sua vida útil. O projeto é uma parceria do CEFET com a Agência de Cooperação Internacional do Japão (JICA) e a empresa Kaiho Sangyo, líder em reciclagem de veículos no país oriental.

Toda a tecnologia para o funcionamento da primeira usina piloto do tipo na América Latina é japonesa. Técnicos e professores do CEFET passarão uma temporada no Japão para aprender as técnicas de reciclagem de veículos e utilizá-las no Brasil.

Em entrevista para o programa Hoje em Dia, da Record, o diretor-geral do CEFET, Márcio Silva Basílio, contou que com as novas técnicas será possível aproveitar quase tudo dos veículos em fim de vida útil, restando apenas 5% dos materiais. “No Brasil, joga-se na prensa e não se retira o que pode ser reaproveitado. Já no Japão, são reciclados o combustível, a fiação de cobre, o estofamento, os tecidos, a platina, o catalisador e até o ouro e a prata dos circuitos eletrônicos dos computadores de bordo”, explicou.

Fonte: http://www.viverseguronotransito.com.br/author/equipe-dpvat/

Sem comentários

Pare, olhe e siga as regras de segurança!

 

Sem comentários

Paula Fernandes – Campanha de Trânsito do Pacto Nacional pela Redução de Acidentes.

 

Sem comentários

Polícia Rodoviária Federal inicia Operação Carnaval

fiscalizacao-nas-estradas

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Nesta sexta-feira, vários pontos de fiscalização serão instalados

A PRF (Polícia Rodoviária Federal) inicia, nesta sexta-feira (13), a Operação Carnaval 2015, que irá orientar, fiscalizar e punir motoristas que não cumprirem as normas do Código Nacional de Trânsito. O objetivo da operação é diminuir as mortes no trânsito, já que, de acordo com o órgão, o Carnaval é o período mais violento no trânsito, em especial pela ingestão de bebida alcoólica.

Para combater esta prática, todas as viaturas de fiscalização contam com o uso dos etilômetros – aparelho que mede a taxa de álcool ingerida. Informações fornecidas pelo setor de estatísticas, como dias, horários e locais em que há mais ocorrências de acidentes, subsidiam o planejamento para o posicionamento estratégico das viaturas e a definição de comandos específicos. Por isso, vale destacar que a fiscalização de embriaguez nas rodovias federais poderá acontecer a qualquer momento e durante qualquer abordagem em que haja suspeita por parte do agente fiscalizador.

Outros órgãos também estão autorizados a fiscalizar o trânsito, cada qual nas vias de sua circunscrição. É importante lembrar que, após as mudanças na Lei Seca, não existe mais tolerância para a quantidade de álcool no organismo de quem dirige. Qualquer traço etílico verificado é suficiente para o motorista pagar uma multa de R$ 1.915, ter a carteira suspensa e ser impedido de seguir viagem. Por isso, além da embriaguez ao volante, os esforços estarão voltados para coibir o excesso de velocidade, as ultrapassagens proibidas e o não uso do capacete.

Abaixo, seguem algumas orientações da PRF:

Velocidade: respeite os limites de velocidade estabelecidos para a via e obedeça às placas de sinalização. Onde não existir sinalização ou se esta estiver prejudicada, mantenha a velocidade compatível com as condições da via. Quanto maior a velocidade, maior é o risco e mais graves serão os acidentes.

Ultrapassagem: ultrapasse sempre pela esquerda e apenas em trechos permitidos. Antes de iniciar uma ultrapassagem, certifique-se da distância e da visibilidade do veículo que pretende ultrapassar e dos que vêm em sentido contrário. Dê a preferência e aguarde a vez ao ser ultrapassado. Sinalize toda a manobra com antecedência e não realize ultrapassagens em trechos de faixa contínua, subidas, descidas, pontes e acostamentos.

Redobre a atenção ao ultrapassar ônibus e caminhões. Por se tratar de veículos grandes e pesados, é preciso se certificar de que há espaço suficiente para realizar uma ultrapassagem segura. Ao ser ultrapassado, não acelere, não mude a trajetória do veículo e mantenha distância segura do veículo à frente.

Álcool e outras drogas: não há viagem segura para quem bebe ou usa drogas e dirige. Além de ser crime, os riscos para a vida aumentam consideravelmente. Conduzir um veículo nas estradas é uma tarefa complexa que exige decisões rápidas, seguras e responsáveis. Álcool e drogas diminuem o reflexo, provocam sonolência, perturbação na visão e nos sentidos. Por isso, se for dirigir não beba e nem utilize qualquer substância entorpecente.

Motocicletas: use sempre capacete. Mantenha distância das laterais traseiras dos veículos, eliminando, assim, o chamado “ponto cego”. Antes de trocar de faixa de rolamento ou ao aproximar-se de um cruzamento, use os retrovisores e observe atentamente o local. Não trafegue próximo a caminhões. O deslocamento de ar produzido por esses veículos pode desestabilizar a motocicleta. Não circule com o farol apagado, pois dificulta a visualização da motocicleta pelos veículos que estão em sentido contrário.

Exploração sexual: o período das festas carnavalescas traz uma preocupação especial à proteção de crianças e adolescentes, possíveis vítimas de crimes relativos à exploração sexual, trabalho infantil, trabalho escravo e tráfico de pessoas, entre outros. A PRF estará com grupos especiais de enfrentamento a esses tipos de abuso, atuando pela defesa da dignidade das crianças e adolescentes brasileiros.

Qualquer situação suspeita deve ser denunciada pelo telefone 191, da PRF, ou pelo número 100, o Disque Denúncia Nacional de Abuso e Exploração Sexual de Criança e Adolescente. As ligações são gratuitas.

Restrição de veículos de carga: para aumentar a fluidez do trânsito nas rodovias de pista simples, maior parte da malha viária nacional, o tráfego de caminhões bitrens, veículos com dimensões excedentes e caminhões cegonhas sofrerá restrição durante o feriado.

Nos dias e horários de maior movimento, esses veículos não poderão transitar, independentemente de estarem carregados ou mesmo que possuam Autorização Especial de Trânsito (AET).

O motorista que descumprir a determinação será notificado pela Polícia Rodoviária Federal. Trata-se de uma infração média, gerando multa de R$ 85,13 e quatro pontos na Carteira de Habilitação. Além disso, o condutor será obrigado a permanecer com o veículo estacionado até o final da restrição.

Com informações da Agência CNT de Notícias

Sem comentários

Edu você é um herói – Música – Clubinho Salva Vidas

 

Cadastre-se gratuitamente clicando aqui: http://www.clubinhosalvavidas.com.br/
Curta nossa Fan page: https://www.facebook.com/clubinhosalv…

Letra: Clubinho Salva Vidas
Cantor: Mauricio Maia
Arranjos e Melodias: Mauricio Maia e Mac Gregor
Backing vocal: Jana Botelho
Animação: Interama

EDU VOCÊ É UM HERÓI – LETRA

Edu você é um herói!
Tá sempre disposto a salvar,
Não tem capa preta,
Não usa sua teia,
Nem faz careta feia

É meu herói!

Não tem arma nenhuma,
Nem máscara alguma,
A sua identidade eu conheço,
Educação não tem preço,
Com carinho eu aprendo bem!

Edu você é um herói!
Tá sempre disposto a salvar,
Não tem super poderes,
Não vem de outros seres,
Mais é meu herói!
La… LaLaLaLaLaLa… LaLaLaLaLaLa…

Sem comentários

Quatro em cada dez proprietários de motos não pagaram o DPVAT em 2014

motos

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Quase 8 milhões de veículos estão inadimplentes no País.

Quatro em cada dez proprietários de motos não pagaram o seguro obrigatório de acidentes no ano passado. A taxa de calotes do DPVAT de motocicletas foi de 41,2% em 2014, recorde histórico, segundo levantamento obtido pelo jornal O Estado de S.Paulo. Isso significa que quase 8 milhões das 19,2 milhões de motos espalhadas pelo País estão irregulares.

O seguro compulsório para Danos Pessoais Causados por Veículos Automotores de Via Terrestre (DPVAT) é aquele que todo proprietário de veículo deve pagar anualmente com o Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA), cuja cobrança começa em janeiro em boa parte do País. A obrigação existe até mesmo para os veículos isentos de IPVA. A inadimplência dos proprietários de motos vem em escala ascendente nos últimos anos – 37,7% em 2012, 39,7% no ano seguinte e 41,2% em 2014. Há cinco anos, não passava de 30%, segundo o levantamento.

No Nordeste, que concentra 27% da frota de motocicletas do País, quase a metade das 5,4 milhões de motos está sem licenciamento porque os proprietários não pagaram o DPVAT no ano passado (47,1%). Nos Estados do Norte (45,6%) e do Sul (42,8%) foram registrados índices acima da média nacional – no Centro-Oeste e no Sudeste, 38% e 35% dos proprietários estão em débito com o seguro.

A inadimplência de automóveis também está em patamar alto: quase um quarto dos proprietários de 48 milhões de carros não quitou o seguro em 2014. A taxa de calotes do ano passado (24,6%) é a mesma da registrada em 2012, mas superior à do ano anterior (23,9%).

Além de estar com os veículos irregulares, os proprietários inadimplentes não têm cobertura nos acidentes. Mesmo que o veículo não esteja em dia com o DPVAT ou não possa ser identificado, as vítimas ou seus beneficiários têm direito à cobertura, independentemente da culpa. O valor da indenização é de R$ 13,5 mil no caso de morte ou invalidez, e o reembolso de despesas médicas e hospitalares tem limite de R$ 2,7 mil.

A inadimplência é maior entre as motocicletas por causa do custo do seguro e da falta de cobrança. A Superintendência Nacional de Seguros Privados (Susep), vinculada ao Ministério da Fazenda, não reajustou o DPVAT em 2015, pelo segundo ano consecutivo. Mesmo assim, as motos pagam R$ 292,01, enquanto os veículos, R$ 105,65.

 

Com informações da Agência Brasil

Sem comentários

Saiba mais sobre os riscos de atropelamento em área escolar

Faixa de pedestre

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Muitos estudantes do ensino fundamental já voltaram às aulas. Por isso, o Ministério da Saúde faz um alerta aos pais sobre os riscos de atropelamento nas áreas próximas às escolas.

De acordo com o ministério, mais de 600 crianças de zero a nove anos de idade morrem por ano no Brasil vítimas desse tipo de acidente.

A coordenadora geral de Doenças e Agravos não Transmissíveis e Promoção da Saúde do Ministério da Saúde, Marta Silva, explica que os pais e responsáveis não devem deixar de acompanhar os filhos no momento da travessia. “Sempre que os pais ou responsáveis levarem a criança até a escola devem acompanhar a travessia da criança e essa travessia deve sempre ser feita na faixa de pedestre ou pelas calçadas. Orientamos também que não se pare em fila dupla. Isso aumenta o risco de acidentes envolvendo crianças. Quando os pais pararem o carro, também acompanhar a descida da criança do automóvel. Na prevenção dos atropelamentos com criança, alertamos os pais e responsáveis que eles têm que fazer a sua parte e proteger a criança, dentro do carro e fora do carro, de maneira segura.”

A agente administrativa, Cristiane Sales, têm dois filhos em idade escolar. Ela conta que as crianças já sabem sobre a importância de atravessar a rua com atenção. “Nós fomos até a faixa de pedestre, ensinamos e deixamos que eles fizessem sozinhos e ficamos observando. A gente orienta as crianças sempre a faixa de pedestre ou a passarela e antes de atravessar, dar o sinal levantando a mão, que é o sinal de vida, e esperar que todos os carros parem para que eles possam atravessar com segurança.”

Fonte: Blog da Saúde

Sem comentários

Exame toxicológico para motoristas profissionais será exigido em abril

motorista-de-caminhao_web

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Nova data foi estabelecida em resolução publicada no Diário Oficial da União de sexta-feira (30) A partir do dia 30 de abril, motoristas que irão adicionar ou renovar a CNH (Carteira Nacional de Habilitação) para as categorias C, D ou E terão que se submeter a exame toxicológico. O prazo foi novamente adiado por meio da resolução 517/2015 do Contran (Conselho Nacional de Trânsito) publicada na sexta-feira (30), no DOU (Diário Oficial da União).

Antes da nova decisão, o prazo limite era 1º de março de 2015. De acordo com a resolução, o Denatran (Departamento Nacional de Trânsito) deverá credenciar os laboratórios que estejam aptos para realizar as análises laboratoriais toxicológicas.

O exame tem o objetivo de identificar o uso de substâncias psicoativas no organismo do motorista e oferecer mais segurança no trânsito em relação ao transporte de cargas e vidas. O custo varia de R$ 270 a R$ 290.

A análise clínica poderá ser realizada pelo fio de cabelo ou pelas unhas para detectar diversos tipos de drogas e seus derivados, como a cocaína, maconha, morfina, heroína, ecstasy, ópio, codeína, anfetamina e metanfetamina (rebite). O exame é capaz de detectar substâncias usadas em um período de tempo de três meses.

O Contran destaca que a constatação da substância psicoativa não significa, necessariamente, o uso ilícito ou dependência química por parte do condutor, já que existem medicamentos que têm, na composição, substâncias que são detectadas pelo exame. Por esta razão, a quantidade e a duração do uso identificadas no exame deverão ser submetidas à avaliação médica em clínica credenciada, que emitirá um laudo final de aptidão do candidato a condutor.

Na realização do exame, é garantido ao motorista o anonimato, o conhecimento antecipado do resultado e sua decisão sobre a continuidade ou não dos procedimentos de habilitação profissional.

Com informações do Ministério das Cidades

Sem comentários