Arquivos para janeiro de 2012

Carro em alta velocidade “levanta voo” e bate próximo ao viaduto da Mutuca

 

Um grave acidente deixou um homem ferido na tarde desta quarta-feira em Nova Lima, na Região Metropolitana de Belo Horizonte.
Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), o veículo, um Captiva, seguia em alta velocidade pela BR-040 e chegou a levantar voo.
“A informação que nos passaram é que o motorista estava fazendo ultrapassagens perigosas até pelo acostamento.

Ao passar em uma curva, ele perdeu o controle do veículo, passou por cima de um Vectra e bateu na árvore”, afirma o agente Silas Bernardes, da PRF.O motorista do Vectra,o consultor de vendas Emerson Carneiro, seguia para o trabalho no momento do acidente. “Foi um susto grande e um irresponsabilidade do motorista do Captiva. Ele me espremeu no canto e com o impacto voo por cima do meu carro”, afirma o consultor.
Segundo Emerson Carneiro, o motorista da Captiva possivelmente estava “disputando um pega” com outro carro. “Ele me passou em alta velocidade. Parece que eles estava batendo um pega com uma Tucson preta que sumiu depois do acidente”, conta.
O motorista do Captiva, Marco Túlio Araújo Nascimento, ficou ferido e foi socorrido em estado grave pelo Corpo de Bombeiros ao Hospital João XXIII em BH. Segundo o hospital, ele sofreu diversas fraturas pelo corpo e aguarda resultados de exames para ver a necessidade ou não de fazer um cirurgia. Os ocupantes do Vectra não se feriram. O teto do veículo chegou a afundar com o choque entres os carros.
Um flagra na manhã desta quarta-feira chamou atenção da Polícia Rodoviária Federal (PRF): um carro foi fotografado trafegando a 181 km/h na BR-101, em Biguaçu, onde o limite é de 100 km/h.
Em uma semana de fiscalização, a PRF registrou cerca de 11 mil carros com excesso de velocidade nas rodovias federais em Santa Catarina. Uma das mais movimentadas do Estado, a BR-101 lidera o ranking em irregularidades. Só na manhã desta quarta-feira, quase 600 casos foram registrados no km 177, em Biguaçu.
Um grave acidente deixou um homem ferido na tarde desta quarta-feira em Nova Lima, na Região Metropolitana de Belo Horizonte.
Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), o veículo, um Captiva, seguia em alta velocidade pela BR-040 e chegou a levantar voo.
“A informação que nos passaram é que o motorista estava fazendo ultrapassagens perigosas até pelo acostamento

ESTADO DE MINAS – 25/01/2012

 

 

Sem comentários

Delegada parada em blitz da Lei Seca tem mais de 100 pontos na carteira

A delegada Daniela Rebelo, que foi detida na madrugada de domingo (22) após ser abordada por um agente de uma blitz da Operação Lei Seca, na Barra da Tijuca, na Zona Oeste do Rio, possui 104 pontos de infração em sua carteira de motorista. Segundo o comentarista de segurança do RJTV, Rodrigo Pimentel, os pontos foram adquiridos de 2007 a 2011.
Pela lei, o motorista que acumular 20 pontos em um ano, perde o direito de dirigir. A Carteira de Habilitação da delegada estava vencida desde janeiro de 2011. Ainda segundo Pimentel, o carro da delegada foi comprado em 2009 e o IPVA nunca teria sido pago.
A Polícia Civil pretende ainda ouvir uma testemunha que está hospedada em um hotel próximo da onde aconteceu a confusão, e teria presenciado a briga. De acordo com a polícia, os depoimentos apresentam informações desencontradas, já que a delegada diz que não foi convidada a fazer o teste do bafômetro e o tenente afirma que ela se recusou a fazê-lo.
Registro de ocorrência
Segundo a Polícia Civil, o delegado Alessandro Petralanda informou que no, registro de ocorrência, Daniela Rebelo é acusada de cometer crime de desobediência e desacato por ter reagido à abordagem do policial durante a blitz.
Já o tenente Carnevale, que atendeu Daniela na Lei Seca, é investigado por abuso de autoridade e lesão corporal por ter prendido a delegada com algemas.
O tenente da Polícia Militar explicou que, ao avistar a fiscalização na via, a delegada tentou retornar e foi parada. Carnevale disse que solicitou a documentação do veículo, mas Daniela Rebelo não quis entregar.
Diante da confusão, o PM afirmou que deu voz de prisão à delegada. A Polícia Militar informou ainda que, na delegacia, foi constatado que a delegada estava com a habilitação vencida e o carro sem licenciamento. A Polícia Militar disse ainda que a Daniela Rebelo aparentava sinais de embriaguez.
Multa e carro levado para depósito
Por meio de nota, o Governo do estado, responsável pela Operação Lei Seca, informou que a Carteira de Habilitação Nacional da delegada estava vencida desde janeiro de 2011 e a documentação do veículo que dirigia estava atrasada desde 2009. Ainda de acordo com o governo, Daniela Rebelo foi multada em R$ 957,50 por ter se negado a fazer o teste do etilômetro, e perdeu sete pontos na carteira, conforme determina a lei. O carro da delegada foi conduzida ao depósito.

RJ TV – 23/01/2011

Sem comentários

Daniele Hypólito é parada na Lei Seca e se nega a fazer teste