Arquivos para março de 2011

Jaqueline Saburido uma lição de vida e solidariedade

Nascida em, 20 de dezembro de 1978, Caracas, mudou-se para Austin, no Texas, para estudar na universidade. Naquele tempo, ela se definia como “una chica de universidade”.

No dia 19 de setembro de 1999, enquanto voltava de carro para casa, com dois amigos, sofreu um acidente automobilístico provocado pela colisão de um carro conduzido por um rapaz embriagado. Os dois amigos de Jacqueline morreram. Ela, por causa da explosão e do incêndio, durante 45 segundos sofreu queimaduras que a deixaram com quase 60% do corpo deformado.
Nos anos seguintes, ela não se desanimou e fundou uma associação para sensibilizar todos os jovens contra as bebidas alcoólicas, e sobretudo para que não conduzam veículos automotivos quando estiverem embriagados.
Reginald Stephey, o motorista bêbado, foi julgado e condenado por causar a morte de duas pessoas, enquanto ele estava dirigindo embriagado. Uma análise de sangue comprovou que Reggie havia consumido álcool. O que facilitou sua condenação. Reggie nunca pensou que isso poderia acontecer com ele. O dano que ele fez, diz ele, é “uma dor que nunca desaparecerá”.

Ele foi condenado em junho de 2001 a sete anos de cadeia e a pagar uma multa equivalente a 70 mil reais.
Anos mais tarde, e a luta de Jacqui ainda continua. Ela teve mais de 50 operações até agora e ainda tem muito mais para fazer. Para obter os cuidados médicos que precisa, ela tem que viver nos Estados Unidos, longe da família e dos amigos.
Seu pai, o Sr. Amadeo, deixou seu negócio em Caracas para cuidar de sua filha única. Ele não saiu mais de seu lado desde do acidente. Jacqui e Amadeo vivem em Louisville, Kentucky, para que ela possa estar perto de seus médicos. Ela enfrentará mais anos de cirurgia e tratamento médico. Determinada a fazer aquilo que ela foi fazer nos Estados Unidos em primeiro lugar, Jacqui recentemente concluiu a faculdade de Letras na Universidade de Louisville. Ela agora é capaz de falar e escrever Inglês.
O pai e a mãe (Sra. Rosália) de Jaqueline se separaram depois do que aconteceu com ela. As duas só se vêem de vez em quando…

E você ainda acha que não tem nada demais em beber e depois dirigir?

5 Comentários