Banner-GuiaTereJogos educativos para aprender brincando

Sem Comentários

Mulheres representam apenas 25% das indenizações pagas pelo DPVAT

De acordo com estudo realizado pela seguradora britânica Privilege, a mulher dirige com mais atenção do que o homem.

Foto: Arquivo Tecnodata.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Em 2016, foram pagas 434.246 mil indenizações pela Seguradora Líder-DPVAT por acidentes de trânsito em todo o Brasil. Desse número, apenas 25% foram para mulheres.

De janeiro a dezembro de 2016, a maior incidência de indenizações pagas foi para vítimas do sexo masculino, mantendo o mesmo comportamento dos anos anteriores. A faixa etária mais atingida no período foi de 18 a 34 anos, representando 50% do total das indenizações pagas, o que corresponde a cerca de 218 mil indenizações.

E esse comportamento se repete no resto do mundo. De acordo com estudo realizado pela seguradora britânica Privilege, a mulher dirige com mais atenção do que o homem, o que a faz se envolver menos em acidentes.

Segundo Celso Mariano, especialista em trânsito e diretor do Portal, o fato de a mulher ser mais cuidadosa tem muitas explicações, inclusive culturais.

“Elas começaram a dirigir com mais cautela já que as ruas eram tidas como um ambiente tipicamente masculino. Além disso, elas têm o instinto materno que, no trânsito, se manifesta como um maior cuidado para evitar acidentes e proteger a vida”, afirma.

Motocicletas x homens

Segundo a Seguradora Líder, 88% das indenizações por morte em acidentes com motocicletas foram para vítimas do sexo masculino. Para os casos de vítimas com sequelas permanentes, 78% das indenizações por acidentes com motocicletas também foram para vítimas do sexo masculino, enquanto as indenizações por acidentes com os demais veículos, pagas também para os homens, representaram 65%, o que demonstra que a concentração de vítimas do sexo masculino é maior nos acidentes com motocicletas do que com os demais veículos.

Fonte: http://portaldotransito.com.br/noticias/mulheres-representam-apenas-25-das-indenizacoes-pagas-pelo-dpvat/

Sem Comentários

Cinco motivos para respeitar os limites de velocidade das vias

A infração por excesso de velocidade é considerada uma das principais causas de acidentes graves.

Foto: Freeimages.com

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

No mundo inteiro, os acidentes de trânsito matam mais que conflitos armados e catástrofes ambientais. Falta de atenção está em primeiro lugar entre as causas de acidentes, juntamente com o excesso de velocidade, não manter a distância segura do carro da frente, ingestão de bebidas alcoólicas, desobediência à sinalização e ultrapassagem indevida.

Porém, a infração por excesso de velocidade é considerada uma das principais causas de acidentes graves, além de ser uma das mais cometidas pelos motoristas em todo o País. Deve-se levar em consideração que para cada tipo de via há uma velocidade máxima permitida, definida pelo Código de Trânsito Brasileiro (CTB). Dependendo do fluxo e do tipo de veículos que circulam no local, das características da pista e do movimento de pedestres.

No Brasil, os limites de velocidade estabelecidos são: 30 Km/h nas vias locais, 40 Km/h nas vias coletoras, 60 Km/h nas vias arteriais e 80 Km/h nas vias de trânsito rápido. Já nas rodovias de pista dupla, 110 Km/h para automóveis, camionetas e motocicletas, 90 Km/h para os demais veículos. Nas rodovias com pista simples, 100km/h para automóveis, camionetas e motocicletas e 90 Km/h para os demais veículos.

O Detrans/MS listou cinco bons motivos para respeitar os limites de velocidade.

Tempo de reação

O cérebro demora pelo menos 1 segundo para reagir diante de um novo estímulo. A 80km/h, em pista seca, o carro percorre 22 metros neste tempo, antes de o motorista pisar no freio.

Frenagem controlada

Abusar da velocidade é precisar de mais tempo e espaço para frenagens. Ainda a 80 km/h, depois de acionado a freio, são mais 30 metros até o carro parar.

Evitar acidentes

Circular dentro da velocidade permitida na via ajuda a evitar acidentes justamente pelo controle das reações do motorista diante de obstáculos ou riscos.

Multas

Abusar do acelerador dói no bolso. Pode custar entre R$130,16 e R$880,41, dependendo da porcentagem da velocidade excedida.

Lugar certo

As ruas da cidade não são lugar para corridas de carro. Apressadinhos podem acelerar em competições especialmente organizadas para a prática.

As informações são do Detran/MS

 

Sem Comentários

Maio Amarelo 2017 – Minha escolha faz a diferença

Direção e sono não combinam! Cerca de 60% dos acidentes de trânsito são causados por sono e cansaço.

Cuidar do sono é essencial. A insônia aumenta em 250% o risco de acidentes de trânsito; em caso de apneia, esse risco é elevado para 700%. O motorista sonolento tem atenção reduzida e leva maior tempo para reagir e tomar decisões.

#MinhaEscolhaFazADiferença

Sem Comentários

Minha Escolha faz a diferença no trânsito

Fechando as ações de conscientização do MAIO AMARELO com mais uma palestra para os aprendizes do Camping Teresópolis.

Acredite em um mundo melhor! Coragem, honestidade, sinceridade, fé e esperança, são virtudes gratuitas que dependem de seu esforço e comprometimento.
Não espere recompensas por estas virtudes, tenha-as por consciência de seu papel neste processo.

Sem Comentários

Campanha Maio Amarelo – Detran ES

Sem Comentários

Maio Amarelo – Minha Escolha Faz a Diferença no Trânsito

A motivação para o Movimento MAIO AMARELO não é novidade para a sociedade. Muito pelo contrário, é respaldada em argumentos de conhecimento público e notório, mas comumente desprezados, sem a devida reflexão sobre o impacto na vida de cada cidadão.
Faça sua parte!!!

Fonte: Observatório Nacional de Segurança Viária

 

Sem Comentários

Campanha Maio Amarelo 2017

Sem Comentários

Contação de histórias do Clubinho Salva Vidas e palestra de sensibilização para pais e responsáveis na Creche Escola Jacobina

Educação para o trânsito é o ato de ser cortês no trânsito, demonstrar amor ao próximo, de exaltar conceitos como a gentileza e o respeito, não só as normas gerais de circulação e conduta, mas também a preservação da vida. Para isso, torna-se necessário conscientizar crianças, jovens e adultos para o comportamento adequado no trânsito, de forma a reduzir ou eliminar comportamentos de risco.

Os dados estatísticos mostram índices alarmantes e preocupantes. Para que as pessoas se conscientizem desse perigo, o Projeto Salva Vidas no Trânsito e o Clubinho Salva Vidas elabora campanhas e projetos para educar crianças e adultos através desenhos musicais, jogos, contação de histórias e palestras de conscientização e sensibilização.

Maio Amarelo  “Minha escolha faz a diferença no trânsito” Contribua e salve vidas!!!

Sem Comentários

Palestra de sensibilização Maio Amarelo para alunos do Colégio Lions

“É preciso ter a coragem de mudar a nossa maneira de sentir, de pensar e de agir, relacionando-nos com o mundo. E esta mudança não é um acessório ou uma fantasia. Precisamos começar a crer que dela depende a nossa própria oportunidade de sobrevivência e a daqueles que viverão aqui onde nós estamos vivendo agora.”
Palestra para alunos do Colégio Lions Teresópolis. Maio Amarelo, faça parte da mudança!!!

Sem Comentários

A sua escolha faz a diferença no trânsito

O Movimento Maio Amarelo, que neste ano tem o tema “Minha escolha faz a diferença”, inicia nesta terça-feira, 2 de maio, em todas as redes sociais (Twitter, Facebook e site da mobilização), campanha que alerta e busca o apoio da sociedade contra o número elevado de mortos e feridos graves em acidentes de trânsito no Brasil e no mundo.

A mobilização, deflagrada por órgãos, instituições, empresas e diversos setores da sociedade civil, ocorre em cidades de todos os estados brasileiros e em outros 26 países dos cinco continentes.

Fonte: http://maioamarelo.com/acoes-noticias/maio-amarelo-lanca-a-campanha-minha-escolha-faz-a-diferenca-no-transito/

Sem Comentários